segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Nosso maior patrimônio!

Em 2016 a Editora Os Dez Melhores comemorou três anos de vida. Pouco mais de 36 meses depois da nossa fundação, temos motivos para nos orgulhar de nosso catálogo: foram nove livros publicados, sendo quatro pelo Projeto Nascedouro. Organizamos seis feiras culturais e nove lançamentos, e realizamos um monte de oficinas literárias em bibliotecas, praças e escolas.
Com pouco mais de mil dias de vida, já possuímos um patrimônio intelectual do qual nos orgulhamos muito.
Porém, este patrimônio intelectual está alicerçado em bases bem mais profundas do que podemos inicialmente imaginar. Porque não haveria Editora Os Dez Melhores, e muito menos qualquer patrimônio intelectual, se não contássemos com o maior de todos os tesouros da Terra: nosso patrimônio humano.
Porque ao longo destes três anos tivemos o privilégio de encontrar em nosso caminho pessoas sintonizadas em nossa frequência, que estão indo na mesma direção que nós. Gente que pega junto, que divide o peso, que agrega, contribui, faz acontecer.
Todas estas pessoas estão em cada livro que publicamos, em cada projeto que realizamos, em cada objetivo que traçamos. Elas fazem parte da estrutura da Editora Os Dez Melhores, e são peças fundamentais da nossa história, e de quem nos tornamos a cada novo dia, a cada novo ano, a cada novo passo para frente.
Temos orgulho do nosso portfólio, mas temos muito mais orgulho dos nossos parceiros; o nosso patrimônio mais importante e valioso.
Parceiros que são mais do que contatos profissionais; são amigos, cúmplices, aliados. Caras que estão na trincheira junto com a gente, e que nunca atiram para o lado.
Assim, só podemos agradecer, e desejar que, em 2017, possamos seguir encontrando pessoas dispostas a realizar sonhos possíveis.
Pessoas com coragem para escancarar portas, ao invés de trancá-las.
Que a gente não esqueça nunca que não há patrimônio mais caro do que aquele formado pelos amigos que caminham ao nosso lado.
Feliz ano novo.  ;)

Ilustração por Mario Cau. Imagem original da capa da obra “Conte um Conto Vol. II”, e que representa com perfeição este texto, e o que sentimos por todos vocês. 

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Literatura Solidária!

Clique aqui e adquira hoje mesmo o seu exemplar da obra Celebre a Vida, da escritora carazinhense Marinilce Schmitz.

Literatura boa e solidária, o melhor presente de natal que você pode dar (inclusive para você mesmo)! 
Saiba mais sobre este projeto clicando aqui.

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Motivos para celebrar a vida: muitos


Foto: Raquel Bresolin.

Quando fundamos a Editora Os Dez Melhores, em 2013, eu e meu sócio, Alexandre Durigon, tínhamos em mente uma ideia clara: publicar livros nos quais acreditamos. Queríamos nos envolver em projetos que realmente nos motivassem; um trabalho que promovesse satisfação pessoal, além de profissional. 
A quantidade nunca foi nosso objetivo; a qualidade, sim, sempre. Estávamos atrás de livros e autores que nos desafiassem enquanto editores, e enquanto leitores e escritores também. Um objetivo bastante presunçoso, admito.
Hoje, três anos após a fundação da editora, fico feliz em olhar para trás, para o nosso catálogo, para o nosso portfólio, para o caminho que já percorremos até aqui, e perceber que estamos conseguindo manter o foco no motivo que nos fez abrir uma editora.
Porque para cada projeto que realizamos, para cada livro que lançamos, para cada autor que publicamos, sentimos no peito aquela sensação confortável de unir a teoria com a prática, e alcançar um resultado que nos enche de orgulho e aconchego.
E não foi diferente com o último livro publicado pela Editora Os Dez Melhores, a obra poética Celebre a Vida, da escritora carazinhense Marinilce Schmitz. O livro reúne 60 poemas, que abordam os mais variados assuntos: amor, reconciliação, fé, tristeza, renascimento, família, relacionamento.

A autora Marinilce Schmitz no lançamento do livro "Celebre a Vida". Foto: Fernão Duarte.

Fica claro no texto de Marinilce que a literatura atua em sua vida como uma válvula catalisadora de suas dores e sentimentos, e assim sua poesia possui vida própria – algo que os poetas talvez denominem alma. Alma literária. Alma emocional.
Somente por isso, já teria valido a pena lançar Celebre a Vida. Só que havia ainda mais: Marinilce tinha planos de transformar o lançamento de seu livro na mola propulsora do primeiro dominó, aquele que promove uma reação em cadeia incontrolável, movimentando todos os outros dominós que, até então, jaziam parados, inertes.
Assim, apresentou para a editora um projeto incrível: utilizar o lucro da venda dos exemplares da obra Celebre a Vida para a realização de um projeto literário no Yacamim, entidade que atende jovens em situação de risco na cidade de Carazinho/RS.

Foto: Arquivo pessoal / Yacamim.

A ideia é realizar oficinas de produção textual entre as crianças e os adolescentes atendidos pela instituição, e em seguida publicar um livro, contendo textos e desenhos produzidos pela gurizada.
Os planos de Marinilce vieram totalmente de encontro ao Nascedouro, projeto social que mantemos desde nossa fundação, e que já lançou quatro livros, publicando textos e desenhos de mais de 120 estudantes gaúchos.

Lançamento do segundo livro do Nascedouro em Sananduva/RS. 2014. Foto: Fernão Duarte.

Ou seja: fechou na hora!
O lançamento do livro Celebre a Vida aconteceu dia 20 de novembro, e de lá pra cá, só melhora. A cada dia que passa, o projeto literário do Yacamim se torna mais real, mais palpável, mais possível.
E isso, novamente, nos enche de alegria e satisfação.
Então, se eu posso dar uma sugestão para você, caro leitor, cara leitora: compre um exemplar da obra Celebre a Vida (clique aqui e faça isso já). 
Compre para você, compre para seu amigo secreto, compre de presente de natal, de aniversário, de formatura, de ano novo.


Porque além de levar para casa um livro de extrema sensibilidade e qualidade literária, você ainda estará presenteando a meninada do Yacamim com o melhor presente que podemos deixar para nossas crianças: conhecimento, educação, cultura, literatura.
Neste final de 2016, nós, da Editora Os Dez Melhores, só podemos celebrar a vida, e agradecer por encontrarmos em nosso caminho as pessoas certas para fazer acontecer.


terça-feira, 22 de novembro de 2016

RESENHA FOTOGRÁFICA: Lançamento do livro “Celebre a Vida”!

Celebre a Vida.
O título do livro de estreia da escritora carazinhense Marinilce Schmitz faz um convite difícil de recusar.


Talvez por isso, o evento de lançamento, que aconteceu dia 20 de novembro, no espaço Saber e Lazer do Sesc Carazinho, tenha sido tão especial.


Marinilce autografou exemplares de sua obra durante as duas horas de duração do evento, e leu uma das poesias presentes no livro, “E aqui estou”.


Além de receber amigos e leitores, a autora também aproveitou para falar sobre o projeto literário pós-lançamento que será realizado no Yacamim, entidade que atende jovens em situação de risco na cidade de Carazinho/RS: 40% do valor de capa da obra será revertido na publicação de um livro, contendo textos e desenhos de crianças e adolescentes atendidos pela instituição.


A Editora Os Dez Melhores agradece pela confiança e amizade da autora Marinilce! Obrigada por permitir que a gente faça parte deste projeto tão bonito, e no qual acreditamos tanto!


Agradecemos também ao público, que se fez presente, e abraçou nosso projeto com carinho e entusiasmo.


Agradecemos aos amigos Tiago Kreutzer e Douglas da Costa Rufatto, pela parceria e pela seleta trilha sonora do lançamento.


Agradecemos sempre ao fotógrafo Fernão Duarte, pelo olhar singular, pelos registros precisos, por toda a colaboração!


Agradecemos ao ilustrador carazinhense Wélington Weimann, da WW Art, responsável pela ilustração de capa da obra Celebre a Vida. Obrigada pelo trabalho, pela parceria, pela grande presença.


Agradecemos ainda a presença da fotógrafa Raquel Bresolin, que registrou a imagem na qual Wélington se inspirou para criar a ilustração de capa do livro.


Por fim, agradecemos ao Sesc Carazinho pelo espaço, pela hospitalidade e pela cooperação.
Obrigada!


Então clique AQUI para conferir a resenha fotográfica completa do lançamento do livro Celebre a Vida, e adquira seu exemplar em nossa livraria virtual.

(Fotos: Fernão Duarte). 

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Literatura solidária em Carazinho/RS!

Lançamento da obra “Celebre a Vida” busca levantar verba para a publicação de um livro escrito por crianças carentes

Assessoria de Comunicação Editora Os Dez Melhores.

Está marcado para o dia 20 de novembro, domingo, o lançamento do primeiro livro da escritora carazinhense Marinilce Schmitz, Celebre a Vida. A obra reúne 60 poesias que tratam de temas comuns a todos nós: o amor, a angústia, o renascimento, a fé.
Publicado pela Editora Os Dez Melhores, o livro também traz, em seu encalço, um projeto literário pós-lançamento, envolvendo crianças e adolescentes do Programa Yacamim, entidade que atende jovens em situação de risco na cidade de Carazinho/RS.
O objetivo é reverter parte do valor levantado com a venda dos exemplares da obra Celebre a Vida para a realização de oficinas literárias e, posteriormente, o lançamento de um livro, contendo textos e desenhos de alunos do Yacamim.
A ideia partiu da autora, Marinilce Schmitz, e foi abraçada com convicção pela editora, que mantém, desde sua fundação, o Projeto Nascedouro – iniciativa que busca estimular e promover não somente a leitura, mas também a escrita, entre crianças e adolescentes. O Nascedouro já lançou quatro livros através desta iniciativa, publicando textos e desenhos de mais de 120 estudantes gaúchos.
Deste modo, o lançamento da obra Celebre a Vida é mais do que somente o lançamento de um livro. É o lançamento de um projeto maior, que busca alcançar e oportunizar jovens carentes do município de Carazinho a conhecerem e se reconhecerem através da literatura.
Ademais, Celebre a Vida é um livro genuinamente carazinhense, que busca apoiar e difundir o trabalho de nossos artistas locais. Assim, além da autora e da editora, a imagem de capa é criação do ilustrador carazinhense Wélington Weimann, que se inspirou em uma foto tirada pela fotógrafa, também carazinhense, Raquel Bresolin.
Por tudo isso, não deixe de conferir a sessão de autógrafos da obra Celebre a Vida! É dia 20 de novembro, entre 18h e 20h, no espaço Saber e Lazer do Sesc Carazinho. A entrada é gratuita, e o livro estará disponível para venda por R$25.
Para mais informações, entre em contato através dos e-mails contato@editoraosdezmelhores.com.br (para falar com a editora) ou marinilce.s@hotmail.com (para falar com a autora).


Confirme sua presença no lançamento do livro Celebre a Vida clicando aqui.
Leia a entrevista com a autora clicando aqui.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

“Temos que aprender a gostar também dos sentimentos ruins”

Entrevista com a escritora Marinilce Schmitz, autora da obra “Celebre a Vida”, próximo lançamento da Editora Os Dez Melhores!

Sabemos que o sofrimento traz fortalecimento e sabedoria, e pessoas que já passaram por grandes dificuldades costumam ser mais fortes, e muitas vezes mais felizes, que outras, que não experimentaram (ainda) o amargo da vida.
Pode parecer contraditório, mas a tristeza, quando encarada nos olhos, é capaz de se transformar em resistência e entusiasmo, e então em renascimento.
Celebre a Vida”, primeiro livro da escritora carazinhense Marinilce Schmitz, trata justamente sobre isso: resistência, entusiasmo, renascimento. Marinilce transformou sua dor e seus fantasmas em poesia, mas não se engane: “Celebre a Vida” não é um livro de lamentações. Muito, muito pelo contrário.
Através das 60 poesias reunidas na obra, Marinilce passeia sem medo pelos seus sentimentos mais nobres e mais sombrios, esmiuçando suas próprias emoções na tentativa de encontrar ali as respostas para suas perguntas. E ela encontra. E divide com o leitor suas percepções sobre os anseios que permeiam e definem cada um de nós.
Confira abaixo a entrevista que realizamos com a autora, e conheça um pouco mais sobre sua obra, seu processo criativo, suas inspirações, e sobre como Marinilce aprendeu a celebrar a vida, com suas satisfações e alegrias, mas também com seus medos e suas aflições.


 1. Quem é Marinilce Schmitz na visão de Marinilce Schmitz?

Uma pessoa muito determinada, disponível e pronta para ajudar. Tem uma missão muito importante: ser referência para outros como alguém que busca sempre o seu melhoramento. Primo pela ética e acredito em um mundo melhor.

2. Quais suas expectativas com relação ao lançamento do seu primeiro livro, "Celebre a Vida", que acontece dia 20 de novembro, no Sesc Carazinho?

Expectativas muito boas. Confiante na aceitação das poesias que estão neste livro.
Foram escritas com muito amor e carinho, e isso é possível perceber, segundo várias pessoas que já leram algumas delas.


3. Como foi o processo de criação das 60 poesias reunidas na obra "Celebre a Vida", e em que momento você decidiu publicá-las em um livro?

Na verdade, já tenho muitas outras poesias, e todas foram criadas espontaneamente, conforme as situações se apresentavam para mim. Não tinha hora nem lugar.
Nosso pensamento é maravilhoso, e as palavras simplesmente se formavam, compondo uma poesia em pouco tempo. Detalhe para a forma como foram escritas, em rimas. Acho melodioso neste formato.

4. Além da poesia, você já pensou em se aventurar por outros gêneros literários, como o conto, a crônica, o romance?

Boa pergunta. A poesia já foi algo surpreendente na minha vida; então, por que não deixar livre para outras oportunidades surgirem?

5. Você possui uma rotina para escrever? Tem alguma mania da qual não consiga abrir mão?

Como já comentei, a vontade de escrever é espontânea. Levo sempre um caderno comigo e, conforme surge uma ideia, eu anoto, para depois terminar de escrever, caso naquele momento não tenha a oportunidade de fazer.


6. Por que você escreve? A literatura, pra você, é lazer ou dever? Transpiração ou inspiração?

A literatura hoje é lazer. Já foi dever, e vejo o quanto perdi nesta fase, pois não entendia como poderia me trazer prazer. Porque, mesmo se tratando de autores mais “difíceis”, sempre temos o que aprender.
Escrevendo poesia, tive a percepção de que inspiração e transpiração andam juntas, e que eu conseguia expressar minhas emoções, como a alegria e a tristeza, colocando as palavras no papel. Ainda não utilizo o computador para escrevê-las, pois me emociona riscar, rasurar no papel. Assim percebo o meu crescimento até finalizá-las.

7. Como você e a literatura se conheceram? Como, onde e por que tudo começou?

Sempre li muito, desde a minha adolescência. Tenho lembranças boas dos meus professores, que me ajudaram a aprender a ler – porque precisamos aprender a gostar de ler. Não passamos a apreciar a leitura num passe de mágica.
Através de muitas tentativas, de muitos erros e acertos, podemos alcançar este aprendizado. Também é importante respeitar as fases da vida, pois em cada uma delas temos necessidades de leituras diferentes. Isso, para mim, é mágico, pois você pode encontrar todas elas nos mais variados livros.
Tantos escritores já nos deram tantas possibilidades de crescimento, basta avançar em suas obras e buscar o que precisamos. Desacomodar e sair do papel de vítima da vida.


8. O que lhe inspira?

Não tenho uma linha definida: uma flor, um pássaro, uma situação vivencial, tudo me inspira. Lembro de um dia em que eu estava escrevendo com uma caneta lilás, e logo escrevi uma poesia inspirada nela. Parece loucura, mas, sim: uma caneta lilás pode te inspirar a fazer um poema.

“Pássaro lilás
O que você me traz?
Estou aqui escrevendo,
Com esta linda cor
Pouse aqui perto
e vamos conversar.
Você com seu canto,
Eu com minha poesia,
Faremos um belo par.
O lilás nos aproxima
E assim vamos continuar
Você e eu, em paz”.

 9. Parte da renda obtida com a venda dos exemplares da obra "Celebre a Vida" será revertida em um projeto literário para o Yacamim, entidade que atende crianças e adolescentes em situação de risco na cidade de Carazinho/RS.
Quando e por que você resolveu investir na publicação de um livro escrito por crianças carentes?

Sempre me preocupei em auxiliar, e tenho um viés muito forte com questões sociais. Na empresa que atuo, a TW Transportes, temos muito presente ações de responsabilidade social. E as crianças são meu foco, por perceber que precisam de um olhar e um cuidado especial, para que possam se tornar adultos ativos e saudáveis na sociedade.
O Yacamim atende mais de 200 crianças entre três e dezenove anos, e através de oficinas literárias poderemos proporcionar a elas mais uma oportunidade de aprender a ler. Como falei antes, aprender a ler um livro pode parecer redundante, mas é necessário auxílio para ser algo prazeroso.
Ademais, podemos descobrir muitos talentos dentre estas crianças. Sempre acreditei muito nisso, e com a parceria da Editora Os Dez Melhores, tenho esta certeza.


10. Em conversa recente, você me falou sobre a Literapia, isto é: a literatura empregada como tratamento terapêutico. Você acredita que escrever pode colaborar para o restabelecimento emocional de alguém? Caso sim, como?

Já comentei muito com nossa querida Jana (Lauxen, editora da obra) o quanto estou me realizando escrevendo, e agora publicando um livro.
Escrever é sublimar as tuas emoções, mesmo aquelas que você já elaborou com muito carinho e atenção, pois todas estas emoções são suas. Temos que aprender a gostar também dos sentimentos “ruins”, como a tristeza, o medo, a angústia, a raiva.
Quando escrevo, tenho uma conversa com todos eles, e isso é libertador. Se todos tivessem consigo um caderno e, antes de falar, escrevessem, tenho certeza que muitos discursos seriam diferentes.
Não precisa escrever um livro para ser publicado; você pode escrever para deixar um registro para seus filhos e amigos. Escrever sobre sua caminhada, escrever para você mesmo. É muito bom ler o que se escreveu, e ver se avançamos ou não.

A editora Jana Lauxen e Marinilce Schmitz, na assinatura do contrato de edição. Foto: arquivo pessoal.

11. Enquanto leitora de poesia, quais autores você mais admira?

Bom, eu não sou leitora somente de poesia, e isso me faz escrever fora de um único padrão.
Admiro muitos escritores, e aqui cito Rubem Alves, Lya Luft, Machado de Assis, Eça de Queirós e, com muito carinho, José Bento Monteiro Lobato, que sustentava que um país se faz com homens e com livros. Eu faço das palavras dele também as minhas.

12. E para encerrar, Mari, quais são seus projetos literários para 2017?

Estou começando com calma. Falar em projetos é muito provocador, mas quero, sim, publicar um segundo livro, e participar ativamente das oficinas literárias no Yacamim. Entendo que auxiliar é estar presente. E como diz um velho provérbio chinês: sempre fica um pouco de perfume nas mãos de quem oferece rosas.


Bate-Bola

·       LivroMédico de Homens e de Almas”, de Taylor Caldwell
·       Escritor(a):  Rubem Alves
·       Vício: Organização
·       Poesia: Realização
·       Ídolo: Jesus
·       Música: Aleluia
·       Trabalho: Desenvolvimento
·       Paixão: Meus filhos
·       Indignação: Abuso de crianças
·       : Alimento da alma
·       Literatura: Brasileira
·       Desconforto: Fofoca
·       Inesquecível: Ser mãe
·       Celebrar a Vida: Gratidão


segunda-feira, 7 de novembro de 2016

4ª Mostra de Arte do Saloon: + vídeos!

Confira abaixo todos os vídeos produzidos a partir da 4ª Mostra de Arte do Saloon, que aconteceu dia 08 de outubro, no Rancho Cavalo de Troia, e reuniu mais de 50 artistas de Carazinho e região!
Então dá o play e viaje de volta até esta linda noite de sábado, recheada de arte, música, amigos e cultura!
Produção e realização: DJ Christiano Naza / Studio One.




Banda 5:18:


Para assistir ao primeiro vídeo da série, com a apresentação do Two Old Dogs, clique aqui.
Para saber TUDO O QUE TEVE na 4ª Mostra de Arte do Saloon leia a resenha clicando aqui, e veja todas as fotos clicando aqui, aqui e aqui.

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Lançamento do livro “Celebre a Vida”, de Marinilce Schmitz!

O lançamento do livro de poesias Celebre a Vida, da escritora carazinhense Marinilce Schmitz, já tem dia, hora e local para acontecer: é dia 20 de novembro, domingo, entre 18h e 20h, no espaço Saber e Lazer do Sesc Carazinho!
A entrada é franca, o autógrafo é cortesia, e a obra estará disponível para venda por apenas R$25! ;)
E o mais bacana é que parte do valor levantado com a venda dos exemplares do livro Celebre a Vida será revertido para a realização de oficinas literárias e, posteriormente, o lançamento de um livro, contendo textos e desenhos de alunos do Yacamim, entidade que atende crianças e adolescentes em situação de risco na cidade de Carazinho/RS.
Então marque na agenda, confirme sua presença clicando AQUI, e vem junto com a gente celebrar a vida e a poesia! 


quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Tem mais sobre a 4ª Mostra de Arte do Saloon!

Esta semana o DJ Christiano Naza, da Studio One, liberou o primeiro vídeo, de uma série de registros realizados durante a 4ª edição da Mostra de Arte do Saloon, que aconteceu no último dia oito, no Rancho Cavalo de Troia.
O primeiro vídeo apresenta, além de momentos da festa, o Two Old Dogs, projeto acústico formado pelos músicos Jean Montano e Marcelo Zanoni, de Getúlio Vargas/RS.
Vale a pena conferir e ficar alerta: vamos divulgar todos os vídeos em nosso blog e em nossa página no Facebook, com os shows e as apresentações de todos os artistas que participaram do Sarau Musical.
Se liga, porque tá massa:


Para ver as fotos da 4ª Mostra de Arte do Saloon clique aqui, aqui e aqui.
Para ler a resenha e saber TUDO O QUE TEVE, clique aqui.